Botulismo
Doença
Botulismo

Agente Causador
Clostridium botulinum
 

Tipo de Doença
Intoxicação


Fontes de Contaminação
Solo (terra e água), vegetais, frutas, peixes e excrementos de animais.


Sintomas
Pode iniciar-se com vómitos e diarreia, sendo mais comum a constipação. Ocorre fadiga extrema, fraqueza, vertigem, visão dupla, dificuldade para falar, engolir e respirar, fraqueza muscular, distensão abdominal. Alto índice de mortalidade quando não diagnosticada e tratada rapidamente. As causas de morte são falência respiratória e obstrução de ar na traqueia.


Período de Incubação
12 – 36 horas


Duração
Várias semanas após tratamento com antitoxina


Alimentos mais prováveis
Conservas com processamento inadequado; salsichas; produtos marinhos; alho picado enlatado; mel. Palmito, milho enlatado, pimenta, feijão verde, sopa, beterraba, espargo, cogumelos, azeitonas, espinafre, atum, frango, fígado de galinha, patê de fígado, carnes frias, presunto, embutidos, beringela recheada, lagosta, pescado salgado e defumado, mistura de alho picado e óleo.




Clostridium botulinum
O botulismo, nome atribuído às intoxicações causadas por Clostridium botulinum, resulta, na maioria das situações, da ingestão de uma toxina pré-formada em alimentos contaminados com este microrganismo. A incidência desta doença é baixa mas requer uma atenção particular, pois caso não seja prontamente diagnosticada e tratada, envolve um risco elevado de morte.
[Ler mais]

 

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.