Umbigo abriga cerca de cem espécies diferentes de bactérias, mostra pesquisa
O umbigo de uma pessoa costuma abrigar de 60 a cem espécies de bactérias, fungos e leveduras, de acordo com uma nova pesquisa. A descoberta, que será apresentada agora em agosto no encontro anual da Sociedade Ecológica dos Estados Unidos, que acontecerá no Texas, demonstra como o umbigo pode ser um paraíso para a biodiversidade complexa.

"Apesar de termos encontrado cerca de 60 espécies numa pessoa comum, achamos mais de 1400 espécies em geral, o que mostra que as diferenças entre os indivíduos são grandes", disse Rob Dunn, professor assistente do Departamento de Biologia da Universidade Estadual da Carolina do Norte.

Dunn e seus colegas coletaram bactérias da pele dos umbigos de 391 voluntários de diferentes partes dos Estados Unidos. Homens e mulheres de diferentes idades, grupos étnicos, e até diferentes hábitos de higiene, foram incluídos no estudo. Os pesquisadores focaram no conteúdo bacteriano das amostras, mas "também há muitos fungos e algumas leveduras interessantes", disse Dunn.

Os cientistas confirmaram a viabilidade destes organismos através da cultura, e estão agora no processo de sequenciamento de DNA de cada espécie. Resultados preliminares indicam que o número de organismos por pessoa varia muito, com cada indivíduo carregando sua própria mistura de espécies.

"Não vemos explicações claras do porquê as pessoas diferem tanto em termos de suas comunidades bacterianas. As diferenças que vemos não combinam facilmente com o género, grupo étnico, idade ou até a frequência de banhos. Algo mais acontece", afirmou Dunn.

Os cientistas concluíram, no entanto, que um grupo de relativamente poucas espécies de bactérias são compartilhadas pela maioria das pessoas, com centenas de outras espécies aparecendo mais raramente.

"Pode ser que nós compartilhemos mais nossas espécies comuns, mas as espécies raras que encontramos são uma medida de nossas histórias individuais e são imprevisíveis", concluiu.

Fonte O Globo 02-08-2011

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.