Boom de restaurantes japoneses não foi acompanhado de qualidade, diz chef
Desconhecido da maioria dos portugueses até à década de 1990, a cozinha japonesa conquistou entretanto muitos seguidores. Nos últimos anos, «explodiram» os restaurantes de sushi, mas o especialista Paulo Morais alerta para a exigência da qualidade do produto e da segurança alimentar.

O primeiro restaurante japonês abriu em Portugal em 1989 -- chamava-se «Furusato», na Praia do Tamariz -- e foi aí que Paulo Morais, hoje considerado um dos chefes mais conceituados nesta área, iniciou a sua carreira. Desde então assistiu-se a um «boom» de restaurantes de cozinha japonesa, mas o especialista afirma que este crescimento não foi necessariamente positivo.

«Quando começaram a aparecer tantos restaurantes japoneses, pensei que iria fazer aumentar o nível de exigência dos clientes e a qualidade dos produtos. Tive a expectativa de que toda a gente iria ganhar com isso», disse, constatando que no entanto «não é isso que está a acontecer».

Fonte Lusa 10-01-2012

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.