Listeriose
Trata-se de um dos vírus potencialmente mais perigoso e letal, que se manifesta sobretudo através da ocorrência de intoxicações alimentares. A incidência de surtos de listeriose está a fazer as manchetes dos meios de comunicação social em todo o mundo e a mensagem é clara - proteja-se!

Aquela bactéria já provocou a morte de nove pessoas em toda a Europa desde 2015, e só no Reino Unido foram retirados dos supermercados, na semana passada, mais de 43 embalagens de vegetais e milho congelados, suspeitos de conter o agente nocivo e potencialmente mortal.

Perante o surto, as autoridades de saúde pública alertam os indivíduos para que congelem os alimentos de modo seguro e higiénico, de forma a evitar uma maior contaminação e propagação da listeriose.

“Ao se colocar e retirar a comida no congelador, certos procedimentos são mal executados”, alerta a médica Lisa Ackerley, perita em saúde ambiental, em declarações à publicação Mirror Online.

A especialista recomenda cinco pontos a ter em atenção para que não fique doente:


1. Cozinhe sempre os vegetais se a embalagem assim o indicar

Pode parecer óbvio, mas se a embalagem do congelado indica que os vegetais têm que ser cozinhados antes de consumidos, então faça-o. A médica alerta que muitos indivíduos têm o hábito de colocar esses vegetais crus congelados em saladas ou sanduíches, o que pode levar à contaminação por listeriose – já que o processo de cozedura tende a matar o vírus.

2. Tenha em atenção antes de colocar os alimentos no congelador

Se vai congelar comida que foi previamente cozinhada, então tome certas precauções quando a coloca a arrefecer. Se os alimentos não são mantidos a uma temperatura suficientemente fria (menor de cinco graus centígrados), capaz de suspender qualquer atividade bacteriana ou quente o bastante (superior a 70 graus) para matar esses seres, então o ambiente é propicio ao desenvolvimento de listeriose. Ackerley avisa que quando a comida nesse estado é colocada no frigorífico as bactérias não são mortas – permanecendo num estado de animação suspensa e prontas para atacarem o organismo humano quando ingeridas.

3. Descongele do modo certo

A médica recomenda que descongele os alimentos congelados, sobretudo a carne e o peixe, no frigorífico, ao invés de à temperatura ambiente, apesar do processo demorar mais tempo. Já que quando descongelam à temperatura do ar, certas partes dos alimentos podem aquecer em demasia, permitindo assim o crescimento das bactérias letais.

4. Armazene corretamente

“Os alimentos – vegetais, carne, gelo – devem estar armazenados no congelador separadamente, de forma a evitar a contaminação”, explica Ackerley.

5. Guarde a comida em sacos

Separe a comida guardando-a em sacos de plástico próprios para manter no congelador. A médica garante ainda que armazenar os alimentos em sacos herméticos é tremendamente importante para manter o seu sabor e qualidade nutritiva.

Fonte: notícias ao minuto 10-07-2018

 

Comentários:

Artigos mais lidos

  1. 15 dias
  2. 30 dias
Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.