Estudo com 30 mil pessoas comprova novos efeitos da vitamina D
Estudo divulgado no dia 15 de Março de 2010 descobriu novos efeitos da vitamina D. Cientistas americanos acompanharam mais de 30 mil pessoas durante um ano. Aqueles que aumentaram o nível de vitamina D no organismo passaram a ter menos hipertensão arterial, insuficiência cardíaca e enfartes. Pesquisas anteriores mostraram que a falta da vitamina pode elevar o risco de cancro, diabetes, tuberculose e esclerose múltipla.

A vitamina D é encontrada em ovos, cereais, leite, peixes. Também é produzida pelo próprio organismo humano quando entra em contato com o sol. Mas ficar exposto aos raios solares para buscar a vitamina D é arriscado. Sem proteção adequada, podem surgir outros problemas, como cancro de pele.

Nieca Goldberg, da Universidade de Nova York, recomenda aos pacientes com deficiência da vitamina o consumo de suplementos – encontrados nas farmácias ou nos alimentos, mas sempre com orientação médica. Vitamina D demais pode provocar náuseas, vómitos e confusão mental. O melhor é, de vez em quando, fazer exames de laboratório para verificar o nível da vitamina D no sangue. Até porque a Medicina ainda não tem certeza de todos os benefícios da vitamina D.

"São estudos recentes, com resultados promissores, mas ainda não podemos dizer com certeza que é uma pílula mágica”, diz Goldberg.

12-05-2010

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.