Dentro de oito semanas não haverá alimentos suficientes na Líbia
O Programa Alimentar Mundial, órgão das Nações Unidas, afirmou nesta quarta-feira que os estoques de alimentos da Líbia podem acabar nas próximas seis a oito semanas se os carregamentos humanitários não aumentarem rapidamente.

De acordo com a porta-voz do órgão, Caroline Huford, a Líbia está à beira de uma "crise generalizada de segurança alimentar" que pode atingir a população dentro de dois meses.

A Líbia passa por sérios conflitos internos, provocados pelas manifestações em que os civis pedem a saída de Muammar Kadafi. Os confrontos causaram a paralisação dos canais de distribuição de alimentos. Cerca de 90% dos alimentos consumidos no país são importados.

Ainda segundo Huford, os preços de muitos produtos tiveram um aumento de até 40%. O Programa Alimentar tem distribuído ajuda para cerca de 250 mil pessoas em 15 localidades no leste da Líbia, onde há a escassez é crítica.

10-05-2011

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.