ASAE investiga entrada de pepinos contaminados
A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) já se encontra em fase de inspecção para determinar se Portugal recebeu pepinos espanhóis infectados com uma bactéria perigosa, variante da Escherichia coli, que já terá provocado a morte a seis alemães e contaminado 276 pessoas na Alemanha.

A decisão foi tomada por Fernando Serrasqueiro, secretário de Estado da Defesa do Consumidor, apesar de admitir que, para já, não há razão para preocupações. "Não tenho ainda resultados, mas até agora não se confirma que exista esse produto em Portugal."

António Serrano, ministro da Agricultura, esclareceu também ontem que "Portugal não foi informado pelas autoridades alemãs ou pela Comissão Europeia como sendo um país de destino desses produtos". Contudo, admite que "todos os organismos responsáveis pela segurança alimentar estão atentos à situação e vigilantes".

A ministra da Saúde, Ana Jorge, assegurou ainda que "não há, em Portugal, nenhuma ocorrência dessa natureza", confirmando também a inexistência de motivos para alarme. Em resposta a esta polémica a Federação Espanhola de Produtores e Exportadores de Frutas e Hortaliças veio já comunicar que, "em princípio, não existe nenhuma constatação oficial" de que um carregamento de pepinos vindos de Espanha tenha provocado um surto infeccioso na Alemanha.

Fonte Publico 28-05-2011

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.