China destruiu duas toneladas de chocolate importado pela IKEA
As autoridades chinesas destruíram cerca de duas toneladas de bolos de chocolate importadas pela sueca IKEA por alegadamente violar os parâmetros de qualidade alimentar. O bolo de chocolate com amêndoas importado pela IKEA terá níveis excessivos de bactérias coliformes, dizem as autoridades.

O departamento de qualidade de Xangai afirmou também que embalagens de creme de queijo da marca Kraft e 2,7 toneladas de chocolates da Nestlé foram destruídas esta semanas após acções de inspecção.

O chocolate Nestlé continha demasiado sorbitol, adoçante que em grandes quantidades pode causar problemas intestinais, disse a agência em comunicado.

As autoridades chinesas intensificaram as inspecções alimentares nos últimos anos depois de uma série de escândalos com produtos falsificados ou de má qualidade.

A revelação, em Dezembro, de que os fornecedores da americana KFC teriam violado as regras sobre o uso de antibióticos nos frangos mergulharam a cadeia numa crise de vendas que levou a empresa a anunciar um aumento de controlo de qualidade, num esforço para reconquistar clientes.

Fonte diariodigital 05-03-2013

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.