Peixe-caracol em vez de bacalhau numa grande cadeia de supermercados
É mais um caso de um alegado crime de fraude de mercadorias, depois do escândalo da carne de cavalo, detectado em muitos produtos por toda a Europa, mas que também não põe em risco a saúde pública.

Um preparado identificado como sendo de bacalhau com natas, à venda numa cadeia de supermercados em Portugal, afinal não tinha bacalhau, mas peixe-caracol, uma espécie que não tem venda autorizada em Portugal.

A investigação foi feita pelo Diário de Noticias e vem publicada na edição deste domingo. O jornal mandou analisar nove amostras de produtos diferentes a um laboratório certificado.

O produto em causa, que afinal contem peixe caracol e não bacalhau, como erradamente informava a embalagem, foi retirado das prateleiras, segundo garante a empresa de grande distribuição, citada pelo DN.

Fonte DN 16-06-2013

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.