Crianças morrem após consumir alimentos estragados na Índia
Pelo menos oito crianças morreram e outras 60 foram hospitalizadas hoje na Índia depois de consumirem alimentos estragados fornecidos gratuitamente pelo Governo no estado de Bihar, no norte do país, informou fonte oficial.

As crianças afectadas, entre os oito e 12 anos, receberam alimentos estragados durante o almoço, numa escola da localidade de Masrakh, no distrito de Saran, afirmou o administrador local, Abhijit Sinha.

A fonte assegurou em declarações à agência local IANS que vários alunos hospitalizados encontram-se em estado grave.

A intoxicação das crianças provocou a ira de centenas de pessoas da localidade de Masrakh, que foram para as ruas reclamar medidas contra a administração da escola.

O chefe de Governo de Bihar, Nitish Kumar, ordenou uma investigação para esclarecer o caso e anunciou uma compensação para os familiares das crianças que morreram no valor de 200 mil rupias (cerca de 2.600 euros).

Na Índia, onde o sistema de controlo alimentar ainda é muito precário, são frequentes as intoxicações alimentares, que podem alcançar dimensões trágicas nos centros de distribuição gratuita de comida.

Além disso, segundo a agência IANS, a corrupção no sector da distribuição de alimentos gratuitos nas escolas de Bihar é generalizada e os controlos de qualidade muitas vezes ignorados.

Em várias ocasiões, alunos denunciaram que encontraram em seus pratos insetos, rãs, lagartos e, inclusivamente, ratos.

Fonte Lusa/SOL 16-07-2013

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.