Taxa de segurança alimentar
O Governo admite avançar com multas. A nova taxa de segurança alimentar devia ter sido paga até fevereiro, mas são poucas as empresas que entregaram o dinheiro ao Estado.

Em entrevista à TSF, o Secretário de Estado da Alimentação confirma que são muito poucas as empresas que pagaram a nova taxa de segurança alimentar.

A maioria das empresas de distribuição contesta o pagamento e a receita está muito longe dos 17 a 18 milhões de euros previstos para 2012 e 2013.

Nuno Vieira e Brito confirma o problema, mas explica que o Governo continua a dialogar com a Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição (APED). Se nada mudar, avançam as multas.

«De facto, o número de empresas que têm pago a taxa de segurança alimentar é bastante inferior em relação ao que pretendemos. Estamos convictos de que essas concessões irão a chegar a bom termo, caso não cheguem teremos que fazer todos os procedimentos que estão inerentes ao não cumprimento de uma taxa», explicou.

Fonte TSF 16-10-2013

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.