Algumas refeições pré-cozinhadas têm mais açúcar do que uma Coca-Cola
No Reino Unido discute-se a criação de um imposto sobre os produtos com mais açúcar. A medida é muito polémica, mas pode salvar muitas vidas, defende um estudo.

Algumas refeições pré-cozinhadas à venda em supermercados britânicos têm quase o dobro do açúcar de uma Coca-Cola. É a conclusão de um estudo feito pelo jornal The Telegraph e do Action on Sugar, uma organização não-governamental do Reino Unido que luta pela redução das quantidades de açúcar na alimentação dos habitantes daquele país.

Entre outras refeições, o estudo analisou diversas galinhas agridoces à venda em grandes superfícies britânicas. A galinha do Sainsbury’s, que é vendida com um peso de 400 gramas, contém 61,2 gramas de açúcar. Ou seja, um sexto do prato e o equivalente a 13 colheres de chá de açúcar. Outra refeição de galinha, esta do Marks and Spencer, contém 60 gramas de açúcar, enquanto um prato vendido nos supermercados Waitrose (galinha com molho de limão) contém 42,6 gramas de açúcar. O prato analisado que consegue valores mais próximos dos encontrados numa Coca-Cola é de noodles tailandeses, comercializado pela Tesco. Tem 37,8 gramas de açúcar. Uma Coca-Cola tem 35 gramas.

As revelações do Telegraph surgem poucos dias depois de o governo britânico ter divulgado um relatório independente que acusava precisamente os sucessivos exceutivos de não terem tomado as medidas adequadas para prevenir o aumento da obesidade no país, onde dois terços da população têm excesso de peso. Nesse relatório defendia-se a criação de um polémico imposto sobre produtos mais açucarados e, contas feitas, afirmava-se que esse imposto poderia poupar 15 mil milhões de libras (cerca de 20 mil milhões de euros) e salvar 80 mil pessoas numa geração.

http://www.telegraph.co.uk/news/health/news/11947892/Revealed-Sugar-tax-report-which-was-suppressed-by-Government.html

http://www.theguardian.com/news/datablog/2014/may/29/how-obese-is-the-uk-obesity-rates-compare-other-countries

Fonte: Observador 25-10-2015

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.