Dois casos de botulismo ligados a presunto caseiro
Dois doentes foram hoje internados num hospital de Lisboa com diagnóstico de botulismo, uma intoxicação alimentar que é muito grave e que causa lesões nervosas. Há ainda um terceiro caso suspeito que está a ser avaliado.

De acordo com um comunicado da Direção-Geral da Saúde, na origem do problema está o consumo de presunto que foi preparado pela família, de forma artesanal, na zona do Fundão. No entanto, a família reside em Lisboa. Todas as pessoas que possam ter comido o mesmo produto já foram devidamente aconselhadas, para que saibam o que fazer caso tenham sintomas suspeitos.

O organismo refere desde logo que o problema nada tem a ver com o verificado em setembro em Trás-os-Montes, altura em que três pessoas foram internadas com botulismo depois de ingerirem alheiras de uma marca de produtos artesanais.

O comunicado publicado pela DGS avança que "os especialistas hospitalares e de saúde pública estão a acompanhar a situação e divulgarão informações complementares logo que se justifique."

Uma vez mais aconselham a população a atentar ao consumo de produtos preparados em casa "artesanalmente, principalmente quando não é possível verificar o cumprimento dos padrões de segurança alimentar."

O botulismo é uma contaminação alimentar rara mas muito grave, podendo ser mortal. É provocada pelas toxinas produzidas pela bactéria Clostridium botulinum. Estas toxinas são um veneno potente que pode causar danos nos nervosos e músculos.

Font: DN 20-11-2015

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.