Nova tecnologia para a detecção de melamina no leite
Investigadores da Universidade de Purdue, nos Estados Unidos, desenvolveram um novo método de analises de detecção da presença de melamina no leite que tem a vantagem de ser muito sensível e rápido. É capaz de detectar a melamina numa amostra de leite ou de leite em pó em 25 segundos, mesmo que a concentração não ultrapasse as partes por bilião.

Para além disso, este método tem a vantagem de que não é necessário realizar nenhum pré-tratamento da amostra, sendo utilizada uma instrumentação muito simples e sendo que a análise pode ser feita no próprio local de colheita da amostra, sem necessidade de deslocação ao laboratório.

Os investigadores concluíram pela necessidade de criar um método rápido de detecção de melamina no leite depois da crise que ocorreu na China no passado Verão, onde milhares de bebés e crianças foram afectados, depois de beber leite infantil contaminada com este produto químico. Também a melamina foi responsável pela contaminação de comida para animais de companhia produzida na China, que provocou a morte a milhares de gatos e cães nos EUA em Março de 2007.

O método utiliza espectrometria de massas com uma técnica de ionização de plasma a baixa temperatura. O plasma reage com a amostra e ioniza algumas das moléculas da amostra, o que permite que sejam identificadas num espectrómetro de massas.

Fonte: Agrodigital 2009.02.07


 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.