Fumo
A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) completou a primeira revisão sobre a segurança de 11 aromas de fumo, tendo publicado hoje quatro opiniões científicas sobre este tema.

A Comissão Europeia, baseada no trabalho desta Autoridade, irá estabelecer uma lista de aromas de fumo autorizados para utilização em géneros alimentícios.

O presidente do painel da EFSA respeitante aos materiais em contacto com os géneros alimentícios, enzimas, aromatizantes, auxiliares tecnológicos (CEF), referiu que o mesmo baseou as suas conclusões nos escassos dados existentes actualmente, bem como, por precaução, em estimativas de ingestão.

Embora o painel tenha expressado preocupações de segurança quanto a vários aromas de fumo – para os quais os valores de ingestão podem encontrar-se próximo dos níveis que podem originar efeitos adversos de saúde – isto não implica, necessariamente, que as pessoas que consomem estes produtos se encontrem em risco, uma vez que as estimativas de consumo tiveram em conta, propositadamente, níveis de consumo sobrestimados, como medida de segurança.

Para avaliar a segurança destes produtos o painel solicitou aos produtores dos mesmos vários dados, designadamente, a sua composição e toxicidade, bem como, informação referente ao seu suposto uso e valores de utilização. Baseado nesta informação, o painel determinou o nível de ingestão mais elevado para o qual cada um dos produtos não mostrou causar efeitos adversos na saúde dos animais.

Esse valor foi, então, utilizado para estimar os níveis de ingestão para humanos de modo a determinar as “margens de segurança” para cada produto.

Fonte: 2010.01.09 - ASAE

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.