Água da torneira
Uma perita independente das Nações Unidas para o direito à água sugeriu no dia 22 de Março que o Governo pusesse de lado as garrafas nos eventos que organiza, substituindo-as por água da torneira.

Em declarações à Lusa no Dia Mundial da Água, Catarina de Albuquerque afirmou que o consumo de água engarrafada é prejudicial ao "ambiente e à carteira" e salientou que, em Portugal, a água da torneira "cumpre com directivas da União Europeia" em matéria de qualidade", pelo que "não há razão para não se beber".

A título de exemplo, adiantou Catarina de Albuquerque, engarrafar água gasta duas mil vezes mais energia do que tê-la a sair da torneira e, ao comprá-la, o consumidor paga mil vezes mais por um litro do que o que paga a uma companhia de distribuição de água canalizada pela mesma quantidade.

Fonte: 22-03-2010 Agroportal / Lusa

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.