Gripe A(H1N1): OMS e farmacêuticas acusadas de alarmismo em relação a pandemia
Paris, 29 mar (Lusa) - A Organização Mundial de Saúde (OMS) e os laboratórios farmacêuticos foram hoje alvo de críticas de alarmismo sobre os riscos da gripe A (H1N1) durante uma audiência na Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa (APCE).

Os peritos que aconselham a OMS e vários governos, tal como os meios de comunicação, também foram duramente criticados pelos participantes da audiência da APCE, que prepara um documento sobre a gestão da epidemia de gripe A.

"Houve uma manipulação e uma encenação" por parte da OMS, acusou a eurodeputada ecologista francesa Michèle Rivais, que disse que a gripe A foi "a crónica de uma pandemia anunciada" sob a qual se esconderam interesses económicos da indústria farmacêutica.

FONTE LUSA 29-03-2010

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.