Diálogo Brasil-África sobre Segurança Alimentar, Combate à Fome e Desenvolvimento Rural
Brasília - Brasil e países africanos decidiram na quarta-feira passada, em Brasília, estabelecer um fórum de diálogo permanente sobre segurança alimentar, nutricional e desenvolvimento rural, cujo braço operacional será uma comissão conjunta a ser criada nos próximos três meses.

A decisão consta no documento final do Diálogo Brasil-África sobre Segurança Alimentar, Combate à Fome e Desenvolvimento Rural, que reuniu durante três dias, na capital brasileira, ministros da Agricultura de dezenas de países africanos, autoridades brasileiras e representantes de organizações internacionais.

Ficou estabelecido que a Comissão Mista África-Brasil começará as suas actividades antes do dia 15 de Outubro.

O Brasil assumiu o compromisso de estabelecer um centro de excelência Brasil-África em agro-energia, para captar investimentos para pesquisas e produção de biocombustíveis no continente africano.

Comprometeu-se ainda a implementar 10 projetos pilotos em cinco diferentes regiões da África, que englobarão consultoria técnica, planeamento estratégico e encontros preparatórios regionais.

Neste contexto, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que já tem um escritório no Gana, terá um papel preponderante.

As duas partes acertaram intensificar também a cooperação no âmbito das organizações internacionais relacionadas com a segurança alimentar, com especial atenção aos processos e estruturas de integração africanos.

"O presidente brasileiro, Lula da Silva, está satisfeito com o resultado deste encontro. Este diálogo, feito de maneira horizontal, permitirá que os africanos conheçam e aproveitem melhor as nossas potencialidades e que os brasileiros também tenham maior conhecimento das potencialidades de África", assinalou o ministro brasileiro em exercício do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, ao final do encontro.

"O Brasil, dentro de suas possibilidades, sempre terá uma mão estendida aos nossos irmãos da África", completou Rómulo Paes.

O ministro instou as organizações internacionais a participarem nesta parceria Brasil-África para o combate à fome, um novo paradigma, segundo ele, de cooperação em matéria agrícola.

A vice-ministra da Agricultura do Malawi, Margaret Mauwa, considerou muito positivo o encontro ministerial em Brasília. "O fim da fome está na nossa mão. A oportunidade de terminar com a fome está à nossa porta. Vamos agir, portanto", apelou.

Fonte AngolaPress 13-05-2010

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.