Obama marca reunião para derrubar a lei que proíbe caça comercial às baleias
“Salve as baleias” tem sido o slogan motivador do movimento ambientalista por décadas, mas no Dia da Terra deste ano, os políticos da Casa Branca reuniram-se com representantes estrangeiros para discutir uma possível queda na lei de banimento da caça às baleias.

Já tem sido um ano difícil para a vida marinha, com tubarões, corais e o atum azul perdendo proteção na Convention on International Trade in Endandered Species of Wild Flora e Fauna. As baleias já são ameaçadas pelas “pesquisas” japonesas, mudanças climáticas, colisões de navios e poluição, a última coisa que precisam é de cotas legais sobre suas vidas.

A maioria dos americanos concorda que a pesca comercial de baleias deve acabar. Até George W. Bush apoiou a proibição. Então porque é que a administração Obama quer voltar atrás e negociar acordos para vender populações de baleias ameaçadas?

Obama marca reunião para derrubar a lei que proíbe caça comercial às baleias Começou no mês passado com conversas sigilosas na Flórida, que levaram a uma reunião de portas fechadas para o Dia da Terra. O Japão mata mais de mil baleias por ano, alegando ser para pesquisas, mas vende partes dos cetáceos, alegando não serem de importância científica. A Noruega e a Islândia também nunca pararam de matar baleias. A desculpa por trás da queda da lei é que a melhor forma de acabar com as violações é derrubando a lei. É como dizer que pode parar os roubos se deixar a porta aberta.

O acordo discutido no passado dia 22 poderá permitir que nações que caçam baleias as continuem matando se concordarem em serem monitorizadas… o que é uma piada. Se a comunidade internacional não pode fazer tais países seguirem uma moratória, como farão com que participem do registo de DNA de baleias e mantenham rastreadores em seus navios? E aqui vem a loucura: depois de dez anos de suposta proibição na caça, esses países poderão voltar a matar baleias à vontade. Conforme Patrick R. Ramage do International Fund for Animal Welfare (IFAW) “é a lista de desejos do baleeiro”.

Este encontro no Dia da Terra foi uma bofetada na cara de muitos e também dos ambientalistas e activistas pelas espécies em risco. Mas a Casa Branca ainda pode ajustar as coisas pedindo um banimento permanente na caça às baleias em vez de revisar a moratória. Durante sua campanha, Obama disse: “Deixar o Japão continuar caçando baleias é inaceitável”.

Fonte http://animals.change.org/blog/view/will_obama_sell_out_whales_on_earth_day

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.