União Europeia reforça apoio a segurança alimentar global
Países em desenvolvimento atingidos pela alta nos preços dos alimentos deverão ser beneficiados por uma nova injecção de recursos de um fundo da União Europeia administrado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Segundo a FAO, o bloco adicionou mais US$ 16 milhões, para estimular a produção agrícola em áreas afectadas pela escalada de preços entre 2007 e 2008.

Com o montante adicional, o fundo chega a um total de US$ 280 milhões.

Em Bangladesh, os novos recursos serão usados para melhorar a segurança alimentar de 80 mil agricultores, pescadores e criadores de gado. De acordo com a FAO, eles irão receber treinamento e incentivo para a produção, como máquinas, sementes e fertilizantes.

Na Nigéria, os esforços seguem para áreas afectadas pela seca que devastou as colheitas na região do Sahel. A primeira prioridade, segundo a agência da ONU, é reduzir a desnutrição de 500 mil pessoas.

O dinheiro também será destinado para o Programa Global da FAO de Erradicação de Peste Bovina. A agência diz que operações de campo podem terminar em Outubro deste ano e a doença pode ser declarada erradicada oficialmente em meados de 2011.

06-06-2010

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.