Alunos vão experimentar segurança alimentar
Sob a orientação de professores da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, e como forma de assinalar o encerramento do ano lectivo, os alunos vão participar em algumas actividades no âmbito da microbiologia, como observar alguns microorganismos ao microscópio, realizar algumas experiências relacionadas com a medição da acidez de alguns alimentos, e o estudo da razão pela qual o uso de fermentos na produção do pão o fazem crescer, entre várias outras actividades, informou a Câmara Municipal de Esposende.

Em cada escola será montada uma estrutura que permita assemelhar-se a um laboratório experimental, adiantou fonte da autarquia.

Assim, hoje as actividades experimentais decorrerão na EB 2,3 António Correia de Oliveira, amanhã será na EBI de Forjães, quinta-feira na EBI d e Apúlia e sexta-feira na EB 2,3 de Marinhas.

Nesta actividade poderão participar todos os alunos, independentemente de terem ou não participado no programa “Segurança Alimentar para os Mais Novos”, que, por questões de operacionalização, não inclui todas as faixas etárias.

A acção resulta do protocolo entre a Câmara Municipal de Esposende e a Escola Superior de Biotecnologia da Universidade e integra-se no Programa de Educação e Segurança Alimentar do concelho, que vem sendo promovido junto da comunidade educativa do concelho, desde 2006.

Este programa tem como objectivo a sensibilização dos mais novos para as boas práticas ao nível da higiene e manipulação alimentar, sendo que este ano lectivo envolveu cerca de 800 crianças, distribuídas pelo 3.º e 6.º anos de escolaridade.

Fonte Correio do Minho 15-06-2010

 

Comentários:

Esta página usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar está a consentir a sua utilização.